Últimas notícias


26 de maio de 2013

Resenha do novo CD de Vanilda Bordieri "Pra Deus é nada"



Desde Terça-feira estão me cobrando para escrever sobre este CD. Não foi fácil dar uma nota para esse álbum. Falei com muitos outros blogueiros sobre esse CD e confesso a vocês que consegui uma média razoável. Li várias outras análises espalhadas por aí na rede e percebi uma grande divisão dos autores. Para alguns é o melhor pentecostal do ano, para outros Vanilda deixou a desejar. Bem aqui está minha resenha sobre "Pra Deus é nada".


Vanilda Bordieri é conhecida por apresentar ao público ótimos projetos gráficos em seus álbuns. Foi assim com "Som do meu povo", "Vida" e "A pesca", esse último eleito o melhor projeto gráfico de 2011. Todos esses citados estavam sob a responsabilidade da Komunica, e com "Pra Deus é nada" não foi diferente. Não julguem o disco somente pela capa, porque o encarte ficou muito bom. Era de se esperar que ao menos no projeto gráfico tudo ficasse perfeito. A capa foi um pouco criticada, uns gostaram outros não, mas o encarte (o resultado completo) ficou sensacional.

Todos sabem que a cantora se divorciou no produtor Melk Carvalhedo, momento difícil, e os admiradores da penteca sentiram uma diferença enorme nos arranjos musicais. O produtor escolhido foi Ronny Barbosa, que apresentou arranjos muito bem trabalhados, porém o repertório foi o ponto mais fraco desse álbum. Muitas músicas não conseguiram causar aquele "clímax" pentecostal. Momento este que está sumindo dos CDs de várias cantoras pentecostais. Mesmo assim Vanilda Bordieri conseguiu apresentar um trabalho bem autêntico em relação ao seu estilo. Digo a vocês que os meus CDs preferidos de Vanilda são "Som do meu povo" e "Mais um". Este último marcou muito as igrejas com as canções "Dependemos de Deus", "Sede de vitória"  e "Árvore cortada". Bons tempos que não voltam.[momento saudades rs]

O back vocal, como sempre, dispensa comentários: Hedy e Simone Barboza, Algo Gouveia, Paulo Zuckini, Erica Nascimento, Paloma Possi e Melk Vilar. Mais uma vez a Aliança decidiu manter a tiragem inicial em AA 15.000. Infelizmente a gravadora não tem o costume de divulgar as vendas.

Se você gosta do pentecostal tradicional pode ter uma surpresa ouvindo esse CD. Se você gosta de pop pentecostal também vai se surpreender com o álbum. Muito difícil opinar sobre "Pra Deus é nada". Vamos com calma!!

1. "Peregrino" - A canção foi escrita por Rogério Jr, compositor que tem a característica de falar de temas complexos. Loga na primeira faixa percebo que Vanilda Bordieri resolveu vir com calma nesse projeto. Em nenhum momento a música empolga. Mesmo assim não deixa de ser uma bela escolha para carro chefe. O tema abordado é que me preocupou. A ato de peregrinar começou nas religiões pagãs. No passado os peregrinos eram os fiéis cristãos que voltaram para Jerusalém para retomar os lugares sagrados. Algumas pessoas se disseram um pouco confusas com esse tema; claro que do ponto de vista cristão, ser um peregrino quer dizer que estamos aqui na terra de passagem, nosso lugar não é aqui, temos uma nova terra para conquistar, no caso  o céu, nova morada. Não brinquei quando disse que Rogério Jr aborda temas complexos.

2. "Glorificado é Deus" - Uma introdução musical muito interessante, que muda rapidamente para real proposta musical dessa faixa! Vanida Bordieri sempre apresenta ao público músicas com refrões sendo repetidos por várias vezes. No caso a frase que fica em nossa mente é "Glorificado é Deus". Vanilda leva muito a sério o título de suas composições. Para os curiosos de plantão essa frase é cantada 63 vezes durante sua execução. Muito boa para quem quiser e saber explorar no conjunto da igreja. Para outros a faixa é um tanto enjoativa, um exagero de "Glorificado é Deus". Os arranjos me chamaram a atenção, eles salvam a faixa por estarem sempre mudando o tom para não perder a graça.

3. "Pra Deus é nada" - Eis a faixa que dá nome ao disco. Arranjos musicais muito bem produzidos do começo ao fim, visto, claro, a proposta da música.Vanilda mostra aqui porque é uma das maiores compositoras que a música gospel brasileira possui. Não existe problema que Deus não possa resolver. Não existe impossível no dicionário de Deus. Não é à toa que a canção vem se destacando em vários rádios do país e está caindo no gosto nos conjuntos de círculos de oração.


4. "Enche-nos" - Outra canção que está ganhando destaque. Talvez a música com tema pentecostal mais forte do CD. A música lembra alguns ritmos já conhecidos, como de "Vem senhor" de Danielle Cristina e "Deus das gerações" de Elaine de Jesus. Eu disse que lembra, não que são idênticas. Estilo que muitas cantoras deveriam voltar a cantar. Falar da glória e do poder de Deus. Elaine de Jesus faz participação especial. Digo que gostei muito dessa dupla. Só acho que o refrão poderia ter sido mais explorado nos arranjos e na voz. A composição é de Eduardo Schenatto.

5. "O semeador" - Uma das músicas mais belas do álbum é essa faixa, que trás uma mensagem muito séria. MISSÕES. O ide que Jesus incumbiu a todos os cristãos. Anunciar o reino de Deus é uma tarefa de todos nós. "Como crerão se não ouvirem? Como ouvirão se não há quem pregue?" Me emocionei de verdade ouvindo essa linda canção. Para minha surpresa a composição é de Tony Ricardo, que até agora não tinha me surpreendido com suas letras.

6. "No meu quarto" - Muito reflexiva é a letra dessa música. Afinal quando se tem problema o melhor é ir falar com Deus. Os arranjos musicais começam fortes mas depois ficam bem calmos para não tirar o toque de emoção que a faixa quer trazer a quem a escuta. As variações de fluxos sonoros são bem perceptíveis aos ouvintes. O refrão é muito bem utilizado. A composição é de Vanilda Bordieri.

7."Mesmo sabendo" - O ritmo dessa faixa começa com uma pegada pop ou como diz um maestro popular aqui da minha área, um ritmo "sinistramente astral" (vai entender) . O interessante é quando ela vai se aproximando do refrão temos uma mudança RADICAL!! Uma pegada quase "cult", afinal ela me lembrou algumas músicas de muito tempo atrás. Uma ideia muito ousada. As guitarras é que dão um toque mais atual a faixa. A composição é de André Bueno.

8. "Sem palavras" - Não gosto muito de regravações, mas quando é bem produzido tenho que dar um desconto! Quem não se lembra dessa faixa?!! O vídeo do DVD postado no YouTube passa de 1.400.000 visualizações. Marcou uma geração. A versão de Ronny Barbosa ficou muito boa, um verdadeiro upgrade muito bem feito nessa linda canção. Vanilda Bordieri é a compositora, claro disso você já sabia!

9. "Te amarei" - Aqui temos a música de pegada mais pop pentecostal do álbum. Um linda introdução musical. Uma letra muito forte que Vanilda conseguiu interpretar perfeitamente. Quem gosta de música pentecostal vai gostar dessa também. Afinal, quando o pop é bem produzido, vale a pena ouvir. Fiquei muito surpreso com os arranjos musicais. Ronny vem se superando a cada CD produzido. Recomendo a todos que escutem essa faixa. Só acho que o back vocal poderia ter "explodido" mais. A composição é de Gislaine e Mylena.

10. "Na tua presença" - Gostei de ouvir o back nessa canção. Uma verdadeira aula de divisão vocal. Creio que os arranjos musicais poderiam ter sido mais explorados a cada refrão. Muito cuidado para que quiser cantar essa música na igreja. Se não for com técnica pode causar um estrago nos ouvidos de quem estiver ouvindo. A composição é de Vainlda Bordieri.

11. "A vinha" - "A vinha de Nabote" é uma história bastante conhecida, se encontra em 1ª Reis capítulo 21. Depois de "Assim sou eu" e "A pesca" Vanilda ficou conhecida por cantar histórias da Bíblia, e com "Pra Deus é nada" não é diferente. Essa canção é muito bem produzida em todos os sentidos. Arranjos, backs, performance, ritmo, tudo bem explorado. A tema dela é muito forte. Afinal a cobiça do nosso coração pode nos fazer ser infiéis, e até chegar ao ponto de desejar a morte do próximo. Vanilda Bordieri escreveu muito bem essa canção.

12. "Espírito Santo" - Mais uma vez temos uma introdução muito bem feita. Infelizmente os arranjos não são o que se espera após ouvir uma introdução tão boa. Mesmo assim a faixa não perde sua beleza. De novo me remete há um ritmo "cult". Até o desfecho lembra aquelas músicas pentecostais clássicas. A composição é de Vanilda Bordieri.

13. "Um sinal" - Belas introduções musicais é o que temos nesse CD. Essa faixa possui uma ritmo pop singular. Mesmo assim não gostei muito, quiseram apresentar algo novo, mas pelo visto o que fizeram foi só deixar alguns instrumentos de lado. Do que adianta grandes introduções se depois o que ouvimos não agrada nada. A música merecia mais. A composição é de Vanilda Bordieri.


14. "Segredos da alma" - Não gosto muito desses estilos melancólicos. Até porque há momentos específicos para se ouvir uma música como essa. Cantar sem ajuda dos backs não é para qualquer um. Ainda mais quando se quer passar sentimentos tão profundos; só o título da música diz tudo não é mesmo! A composição é de Vanilda Bordieri

15. "Tempo de obediência" - Não gosto muito de CDs longos, acho que treze ou catorze está de bom tamanho. Aqui temos a faixa que fecha o CD. Bem pra cima, como de costume nos CDs pentecostais de ultimamente. Gostei dos efeitos utilizados nela. Um estilo muito "teen" que juventude cristã gosta muito. A composição é de Anderson Freire.

Vamos a tabela Versão 2.0. Depois da resenha da cantora Damares resolvemos mexer em alguns critérios de avaliação. Obrigado a todos que entram em contato por e-mail, seus feedbacks são muito importantes. Essa tabela também está disponivel na resenha de "O maior troféu", a diferença entre as tabelas é muito grande, não deixem de ir lá para conferir.


© 2008-2013 Gospel Channel Brasil | Todos os direitos reservados
Proibida a cópia sem autorização por escrito da SMK Company
gospelchannel@globomail.com - © Provocador Gospel 2013


Compartilhe
Blogger
Facebook
Disqus

comments powered by Disqus
Postar um comentário
Inscreva-se
Procurados
Top Semanal

Inscreva-se Via Email

© Gospel Channel SMK Company - All rights reserved | Designed By SMK Design