Igreja Ortodoxa Russa elege modernizador como seu novo líder

Participantes do Conselho Nacional da Igreja Ortodoxa Russa felicitam o metropolita Kirill de Smolensk e Kaliningrado, à direita, líder interino da Igreja Ortodoxa Russa, após ter sido eleito como o novo patriarca durante o Conselho Nacional da Igreja Ortodoxa Russa na Catedral do Cristo Redentor em Moscovo, Rússia, Terça-feira, 27 de Janeiro, 2009. (AP Photo/Sergey Ponomarev)

A Igreja Ortodoxa Russa elegeu o metropolita Kirill para ser o novo patriarca numa votação na Catedral do Cristo Redentor em Moscovo na Terça-feira à noite.

O metropolita Kirill de Smolensk e Kaliningrado conquistou 508 votos numa votação secreta na Catedral do Cristo Redentor em Moscovo, derrotando o metropolita Kliment de Kaluga e Borovsk, que conquistou apenas 169 votos.

O antigo chefe do departamento de relações externas da Igreja é o primeiro patriarca a ser eleito na era pós-Soviética, após a morte do Patriarca Alexei II em Dezembro.

O metropolita Kirill é uma figura popular que mantém uma relação amigável com o Vaticano e já se encontrou com o Papa Bento XVI várias vezes. A sua eleição será vista como impulsionadora dos esforços de reconciliação entre a Igreja Católica e a Ortodoxa depois de 1.000 anos de cisma.

Considerado por muitos como um modernizador, alguns acreditam que Kirill pode trazer uma maior independência em relação ao Kremlin do que Alexei II, que enfrentou críticas durante a sua liderança que o acusavam de ter aproximado em demasia a Igreja do estado.

Kirill, de 62 anos, foi eleito à porta fechada por um conselho de 700 líderes da igreja.

Comentários

Mais vistas da semana