Renato Aragão desiste de seu novo filme por causa da pressão evangélica

 Provocador Gospel - Renato Aragão postou uma nota desabafando sobre o acontecimento,e disse que muitas pessoas (os evangélicos) não sabem do que se trata e já saem falando besteiras.

“Minha empresa já produziu mais de 45 filmes, todos voltados para o entretenimento da família brasileira, respeitando nossos valores e nossa cultura. Sou católico e temente a Deus. Jamais abriria mão de minha fé incondicional em Jesus, o Filho Único de Deus. Gostaria, entretanto de relembrar que fé e ficção são áreas completamente distintas, mas que sempre despertaram polêmicas, desde Milton, em “Paraíso Perdido” até José Saramago em seu “Evangelho Segundo Jesus Cristo”. 

Mesmo estes gênios literários e suas polêmicas obras não foram capazes de rebaixar a Bíblia e as histórias de vida ali contidas a meros personagens de obras literárias ou de ficção. Por que digo isto, porque realmente escrevi um roteiro provisoriamente intitulado “O Segundo Filho de Deus”, obra de ficção com registro público na Biblioteca Nacional, a qual vem sendo deturpada, dizendo inclusive que eu teria a pretensão de ser o “novo” Jesus!, ABSURDO.

 O Didi é um grande atrapalhado, e em todos os filmes essa será sempre sua característica. Só para esclarecer, este roteiro inclusive já teve o título alterado para “O Segredo da Luz” e não há previsão para sua realização. Acredito que estas pessoas, que nem sequer tiveram acesso à obra, querem apenas incitar os incautos a juntarem-se a eles nesta invejosa empreitada de denegrir meu nome e desacreditar uma campanha séria que já comprovou sua atuação e eficácia em 27 anos de resultados positivos. 

Registro que nestes 27 anos isso sempre acontece… infelizmente. Amigos, desculpem-me pelo desabafo. Mas há horas em que precisamos alçar a voz e proclamar a verdade, principalmente quando o alvo das mentiras passa a ser aquilo que mais prezamos: nossa família e nossa fé. 

 Mais uma vez, obrigado pelo apoio. Renato (Didi) Aragão”

A repercussão ruim, a pressão evangélica, aliada a falta de apoio da Sony Pictures fizeram Renato Aragão deixar a ideia de lado por enquanto, segundo o jornalista Lauro Jardim do Radar Oline.

Provocador Gospel
gospelchannel@globomail.com

Comentários

Anônimo disse…
Confesso que assustei que vi que ele faria um filme com este título, para mim não mudaria em nada, primeiro porque não ia assistir, Didi tem história na TV, mas não me faz rir em momento algum, já dei muita gargalhada com Mussum, Zacarias, depois perdeu a graça com certeza, segundo, não abalaria minha fé porque sigo a bíblia sagrada e nada mais, é uma questão dele com Deus ao prestar conta depois, no mais amados, vamos orar que a gente ganha mais! Esses filmes, novela, tv de modo geral não tá acrescentando muita coisa mais não!
Edna Felix
Anônimo disse…
Eu não sei que filme é esse, mas já vi uma pregação de um pastor que afirmou que o Renato Aragão é envolvido com Feitiçaria e Bruxaria e pediu que o pai de Santo sacrificasse uma criança no mar de Salvador como oferenda ao Demônio para que ele tivesse sucesso na Globo. Agora aparece dizendo que é católico??? sei não!

Mais vistas da semana