Uma verdadeira pressão em cima da Sony Music [GOSPEL]

Hoje estréia aqui no Gospel Channel Brasil a coluna "InfoG" onde os internautas do Gospel Channel vão poder saber mais sobre algumas curiosidades que tem impacto sobre a vida dos evangélicos. Essa semana vamos falar um pouco da Sony Music Gospel, que é apenas uma pequena parte do conglomerado Sony Corporation.

A Sony possui 16 grandes marcas no mercado: Aiwa, Bravia, Cybershot, Discman, Genezi, Handycam PlayStation, Sony Computer Entertainment, Sony Creative Software, Sony BMG Music Group, Sony Entertainment Television, Sony Ericsson, Sony Alpha, Walkman, WEGA, Vaio, Xplo. A Sony Music Gospel faz parte da Sony BMG Music Group, conhecida por Sony BMG ou Sony Music. 

A Sony music é a segunda maior gravadora do mundo, perdendo apenas para a Universal Music. Foi em 2010 que a gravadora começou a lançar álbuns no meio gospel aqui no Brasil. O primeiro deles foi "Ainda não é o último" da banda resgate, o grande impacto e reconhecimento do selo evangélico foi a contratação de nomes de peso e lançamentos dos CDs no mesmo ano. Foram Cassiane, Elaine de Jesus e Damares que espalharam e consolidaram a marca Sony Music no meio gospel. Somente Damares, com seu álbum "Diamante", comercializou mais de 400.000 cópias para a gravadora.

Muitos não sabem, mas a Sony é uma empresa japonesa com sede em Tóquio. Foi fundada em 1946 por Akio Morita. A música, ou melhor, o SOM, é a principal marca dos produtos da Sony, por isso muitos blogueiros falam que a Sony Music precisa investir mais no estilo gospel, afinal já foi comprovado que os cantores do nosso estilo são os que mais usam bem o gogó!! Para vocês terem uma idéia do que acabaram de ler, a Sony foi a empresa responsável pelo Walkman (também é dona da marca) em 1979.O walkman foi criado por um brasileiro, isso mesmo, um paulistano chamado Andreias Pavel (nascido na Alemanha, veio para o Brasil quando tinha 6 anos de idade). A Sony foi obrigada a pagar milhões de euros para ele depois de uma guerra na justiça, pois o paulista havia registrado em 1977 um dispositivo estéreo portátil chamado Stereobelt; O valor real pago ao alemão naturalizado brasileiro ninguém sabe até hoje.

Depois disso a Sony foi cada vez mais inovando a tecnologia de som e imagem. O CD foi outra grande invenção da marca, em parceria com a Phillips. Sem falar do mundialmente famoso DVD e do atual Blu-Ray. 

Agora você já sabe porque quando a Sony Music anunciou que iria formar um cast gospel houve uma expectativa absurda em 2010 pelos CDs, ainda mais com grandes nomes da área pentecostal, o estilo gospel que mais vende no Brasil. Esperava-se que a música gospel fosse mais valorizada na gravadora, mas até agora somente uma cantora conseguiu se destacar em vendas e divulgação. ( não é culpa só da gravadora, as cantoras também levam suas parcelas) Mesmo com tudo isso a Sony Music já está entre as 3 maiores gravadoras do segmento evangélico, isso quer dizer que nem tudo ainda está perdido, os primeiros passinhos foram dados, agora é só aperfeiçoar.

Gospel Channel - InfoG
gospelchannel@globomail.com



Comentários

HUGO disse…
Esqueceram de comentar os cantores gospel internacionais super famosos e conhecidos que tbm fazem parte do cast da Sony Gospel como Kerrie Roberts (perfeita), Mary Mary, Michael W Smith, Kirk Franklin (desse eu não gosto), Casting Crowns e muitos outros!
Assim como no Brasil, desde 2010 a sony gospel só contrata cantores gospel pelo mundo todo e de renome.
Anônimo disse…
sensacional matéria. Amei o final "os primeiros passinhos foram dados, agora é só aperfeiçoar..."
Thiago Scorza disse…
A Sony Gospel busca lucros, assim como as outras gravadoras buscam, mas se é assim que a PALAVRA DE DEUS vai ser divulgada, então que seja. Como a matéria mesmo disse, até agora só uma cantora se destacou em divulgação e vendas, acho que não preciso citar o nome dela aqui, todo mundo sabe quem é kkkkk. (lá vem mais debates de quem vende mais e bla bla bla kkkk), mas enfim. Que Deus possa de alguma forma usar a Sony como meio de divulgação pra que nosssas levitas possam expandir seus ministérios.
Anônimo disse…
Usar o nome e palavra de Deus para ganhar dinheiro, sem se preocupar com as almas e para "quem" o povo de Deus está dando seu dinheiro...É simplesmente o maior erro dos cantores gospel.
Daqui a pouco teremos traficantes empresariando cantores, produtoras de filme pornô produzindo DVDs gospel e sabe mais o que pela frente...
Sal da terra e luz do mundo e não juntos e misturados com os ímpios para aumentar as vendas.
A paz do Senhor amados!!!

Mais vistas da semana